bg-img.jpg

Blog do EAD

Tipos de faculdade: diferenças entre presencial, semipresencial e EAD

Postado em 6 de nov de 2018

Existem basicamente três tipos de faculdade que você pode fazer: presencial, semipresencial e EAD. Cada uma delas possui vantagens e desvantagens, dependendo do seu perfil como estudante.

Mas, para escolher entre os tipos de faculdade para fazer, é preciso conhecê-los melhor, certo? Então siga com a leitura!

Faculdade presencial

Esse é um dos tipos de faculdade mais conhecidos. Isso porque é o mais tradicional deles. Nesse modelo, alunos e professores se encontram presencialmente em sala de aula tanto para a exposição dos conteúdos quanto para a realização das avaliações.

Os horários e datas das aulas e das atividades avaliativas são pré-determinados pela instituição de ensino no início do ano letivo, assim como os locais nos quais os encontros devem acontecer.

Na faculdade presencial, as aulas geralmente acontecem todos os dias da semana e é necessário ter uma frequência mínima de 75% em cada disciplina para que você seja aprovado. Isso significa que, se existem 10 aulas de uma matéria, você precisa estar presente ao menos em 8 delas.

Algo que é importante comentar é uma novidade relacionada à obrigatoriedade de assistência física nas aulas: o MEC aumentou a quantidade de aulas que podem ser feitas à distância na modalidade presencial. Se antes o limite era de 20%, agora é de 40%, com exceção dos cursos de engenharia e saúde.

Ainda sobre essa possibilidade de ter mais aulas à distância, há alguns requisitos que a instituição precisa atender para ser autorizada a aplicar a mudança. Em primeiro lugar, é preciso que a instituição de ensino superior esteja previamente credenciada para ministrar aulas à distância, além de ter uma nota igual ou maior que 4 como entidade e o curso no qual seriam feitas aulas remotas também deve ter uma nota 4, como mínimo. 

Entre todos os tipos de faculdade que existem, não é difícil compreender porque até hoje a maioria dos estudantes optava por este. A organização da agenda fica por conta da própria faculdade e a obrigatoriedade de estar em sala de aula para ser aprovado se torna um fator motivador para que o estudante compareça às aulas.

 

Faculdade EAD

O Ensino a Distância é um dos tipos de faculdade que mais tem crescido nos últimos anos. Nessa modalidade, aulas e atividades são realizadas por meio de ambiente virtual e apenas as provas são feitas presencialmente. Esse tipo de faculdade é ideal para quem não tem disponibilidade de horários livres para se dedicar à faculdade.

As aulas podem ser assistidas quando o aluno determina e as atividades também possuem prazos diferenciados para serem realizadas. Além disso, não é preciso se deslocar para assistir às aulas, que podem ser vistas a partir de qualquer lugar por meio de computador e internet.

Essa modalidade compartilha alguns recursos com o modelo da faculdade semipresencial, também conhecida como nova graduação, que você vai conhecer na sequência. Aqui, está à disposição do aluno toda a infraestrutura virtual necessária para estudar de forma remota, usando o ambiente virtual de aprendizagem, assim como a possibilidade de definir seus horários dedicados a expandir seus conhecimentos. 

Algo que é importante destacar é que, se anteriormente o MEC indicava que uma parte da carga horária deveria ser cumprida de forma presencial, esta exigência não existe mais na modalidade EAD. Atualmente, a única atividade que deve ser feita, obrigatoriamente, de forma física, é a realização das provas. 

 

Faculdade semipresencial

Os cursos semipresenciais são aqueles que possuem parte da carga horária presencial e parte à distância.

Para ser considerado um curso semipresencial, este deve ter, no máximo, 20% da carga horária ministrada à distância. As demais horas são conferidas presencialmente, seja na própria instituição de ensino ou em polos de apoio presenciais.

Normalmente, o conteúdo ministrado online é essencialmente teórico. Assim, o aluno pode estudar quando e onde quiser, pois não precisa de nenhum suporte da instituição de ensino ou de professores. 

As dúvidas com relação ao conteúdo podem ser enviadas por meio de fóruns, chats e e-mails para que os tutores ou professores respondam. Apesar de as aulas serem virtuais, as avaliações são presenciais, assim como das demais disciplinas.

 

Ensino híbrido: o melhor dos dois mundos

Recentemente, foi lançada uma nova metodologia de ensino, o ensino híbrido. Ele concentra o melhor do presencial e do EAD, criando o ambiente ideal de aprendizagem para os alunos.

No ensino híbrido, todo o conteúdo teórico é fornecido de maneira virtual, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem. As aulas práticas, por sua vez, acontecem de forma presencial.

Dessa maneira, o estudante adquire o conhecimento teórico antes de ir para a sala de aula, tendo a oportunidade de consultar outras fontes de informação e assim consolidar seus conhecimentos.

Na sala de aula, ele não só aplica aquilo que aprendeu em casa, mas também debate com os colegas, tira dúvidas com o professor e desenvolve projetos práticos alinhados com a profissão que está prestes a iniciar.

Quando ingressa no mercado de trabalho, o aluno já tem a experiência necessária para enfrentar os desafios do dia a dia e se destacar como um bom profissional.

 

Enfim: qual é o melhor entre os tipos de faculdades para fazer?

Para decidir qual é a melhor alternativa para seu caso, é fundamental ter todas as informações disponíveis e escolher de forma consciente.

Tem gente que prefere o modelo tradicional, já em outros casos a modalidade EAD é a mais indicada. Melhor ainda que existe um modelo intermediário, ou seja: tem formato para todos!

Neste post, você conheceu os tipos de faculdade e as características de cada um deles. Na hora de decidir entre quais tipos de faculdades para fazer, é preciso considerar sua rotina e suas características pessoais para saber quais delas se adaptam melhor às suas necessidades.

Agora que você já conhece os tipos de faculdade, talvez esteja se perguntando qual profissão é a melhor para você. Então, não pare por aqui. Confira também o post Qual profissão seguir? Solucione essa dúvida com um teste vocacional!

Blog do EAD

Por Blog do EAD

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

                 

Posts relacionados