Conheça as engenharias do futuro e saiba como se preparar

Postado em 7 de nov de 2022
Loading...

As engenharias do futuro prometem um trabalho sustentável, individual e de constante qualificação. Você sabe como se preparar para elas?

A engenharia é a área do conhecimento que foca em desenvolver soluções práticas para problemas concretos. O trabalho do engenheiro, profissional da área, é pensar nessas soluções de maneira que sejam viáveis técnica e economicamente.

A engenharia se divide entre diversas habilitações e áreas, como civil, de produção, mecânica, biomédica, de alimentos, elétrica e de software, por exemplo.

E o que todas elas têm em comum é um futuro promissor.

Espera-se que as engenharias do futuro estejam preocupadas em resolver problemas de adaptação de imóveis e eficiência energética usando tecnologia e materiais sustentáveis.

Mas voltamos à pergunta, como se preparar para este futuro?

Pensando nisso, trouxemos neste artigo uma visão geral sobre o cenário da engenharia hoje e o que esperar das engenharias do futuro, além de uma listagem de habilidades e competências que o engenheiro do futuro deverá desenvolver.

Confira:

Descubra quantos cursos de graduação existem no Brasil!

O cenário da engenharia no Brasil hoje

Dentre todas as áreas do conhecimento, a engenharia sempre esteve em destaque.

Isso porque existe uma constante necessidade de empresas em resolver problemas de forma eficiente com o menor custo possível, justamente algo que as engenharias podem oferecer.

E mesmo dentro de um cenário de crise, como o atual momento econômico do Brasil, a engenharia ainda encontra alternativas. Especialmente aquelas que se concentram nos setores de bens de consumo, energia, agronegócio e telecomunicações.

Além disso, o trabalho do engenheiro pode ser aplicado em outras áreas por conta de suas habilidades matemáticas e visão estratégica a longo prazo.

Então, mesmo que as vagas dentro de terminada área da engenharia estejam escassas, o profissional será valorizado em outros setores.

🔵 Leia também: Cursos em alta para áreas em que faltam profissionais

O que esperar das engenharias do futuro?

Assim como é esperado de diversas outras áreas do conhecimento, a engenharia terá suas metodologias de trabalho revistas e substituídas por novas ferramentas e estratégias.

A tecnologia vem transformando o mercado de trabalho como conhecemos e a verdade é que, dentro de alguns anos, algumas profissões poderão desaparecer por não se atualizarem ou se tornarem obsoletas.

Outras áreas do conhecimento, entretanto, como é o caso da engenharia, prometem evoluir junto com a tecnologia e abrir mais espaço para profissionais qualificados.

O que se pode esperar das engenharias do futuro são algumas iniciativas que já estão sendo colocadas em prática hoje, relacionadas a questões como sustentabilidade, eficiência energética e modernização de estruturas para instalação de novas tecnologias, por exemplo.

Segundo o jornalista Carlos Plácido Teixeira, podemos esperar três grandes modificações no trabalho do profissional das engenharias do futuro: adaptação dos projetos de imóveis, trabalho cada vez mais individual e materiais diferentes dos usuais.

No texto que escreveu para o site Radar do Futuro, o jornalista explicou que os novos arranjos familiares e de trabalho serão responsáveis pela adaptação de imóveis. Seja para abrigar mais pessoas de maneira confortável ou para incluir tecnologias, como sistemas de comunicação.

Ele também cita a crescente tendência de o trabalho ser realizado de forma cada vez mais individual, impulsionada pelas vivências durante a pandemia de Covid-19.

Além disso, o jornalista também cita a necessidade que o engenheiro do futuro terá de aprender a trabalhar com materiais diferentes por conta de questões ambientais. A sustentabilidade é uma das maiores tendências para as engenharias do futuro e o profissional terá que se adaptar.

🔵 Leia também: Mulheres na engenharia: inspire-se com a trajetória de 10 pioneiras

Quais são as tendências para as engenharias do futuro?

No tópico acima, trouxemos um pouco do que esperar para o dia a dia do engenheiro do futuro.

Porém, neste tópico, vamos explorar um pouco mais sobre como as engenharias do futuro terão que lidar com a tecnologia e como essa tecnologia e a sustentabilidade se apresentarão na profissão nos próximos anos.

Confira abaixo as três principais tendências para as engenharias do futuro:

1. Adoção de BIM

As tecnologias BIM são a base da transformação digital das áreas da construção, como a engenharia e a arquitetura.

BIM é a sigla em inglês para Modelagem de Informação da Construção (Building Information Modeling) e é um processo de trabalho que tem base em um modelo inteligente disponibilizado por uma plataforma na nuvem.

A função de uma BIM é integrar todas as informações de uma obra, desde a concepção do projeto até sua finalização.

2. Uso de tecnologias 4.0 e automação de processos

Muito da atividade das engenharias do futuro está ligada à automação de processos e às tecnologias da indústria 4.0. A indústria 4.0 fala sobre a quarta revolução industrial, um momento no qual nos voltamos à automação para exercer funções repetitivas.

Nesse sentido, temos a Internet das Coisas, Inteligência artificial, Data Science, Big Data, Computação na nuvem, Cidades Inteligentes e Machine Learning, por exemplo.

3. Sustentabilidade e eficiência energética

Esta é a maior tendência das engenharias do futuro, assim como da arquitetura.

Sabemos que o uso irracional de recursos não será algo que o meio ambiente poderá aguentar no futuro, então a preocupação dos engenheiros nos próximos anos será de trabalhar pela sustentabilidade ou com ela.

Ou seja, atuando de maneira a ajudar a manter a qualidade de vida do ser humano ou mudando suas práticas para ser mais sustentável.

As habilidades e competências dos engenheiros do futuro

Como dissemos acima, as engenharias são áreas que sempre estiveram em destaque, então as oportunidades, mesmo quando baixas, estão presentes. Porém, uma realidade que o profissional da engenharia terá que enfrentar é a da qualificação.

Existe mão de obra no mercado, porém as empresas estão buscando hoje, e buscarão ainda mais na era das engenharias do futuro, profissionais qualificados e especializados. E não apenas nas habilidades exigidas pela área da engenharia, mas também competências humanas.

Confira abaixo algumas das competências e habilidades esperadas do profissional das engenharias do futuro:

  • Ter formação profissional sólida: a busca será cada vez mais por um profissional verdadeiramente qualificado e que tenha apreço pelo aprendizado constante. É preciso ter habilidades específicas de sua área, mas também procurar ter uma formação multidisciplinar.
  • Domínio de ferramentas tecnológicas: as engenharias do futuro, como você percebeu, estão altamente ligadas às ferramentas tecnológicas e estarão cada vez mais. Por isso, é preciso ser um profissional que sabe como navegar pelo digital e lidar com as ferramentas, mesmo que não tenha interesse pela programação.
  • Competências comportamentais elaboradas: por fim, uma das maiores tendências para todas as áreas profissionais do futuro é saber se relacionar com colegas, trabalhar em grupo, ter autogestão, flexibilidade, proatividade e inteligência emocional.

🔵 Leia também: Planejando o futuro? Conheça os cursos que mais empregam por área

Conheça os cursos de engenharias do futuro

E agora que você já sabe o que será esperado das engenharias no futuro e como se qualificar, vamos entender quais cursos fazer para ser um profissional relevante neste mercado:

Engenharia Civil

A formação em Engenharia Civil prepara o profissional para trabalhar com construção civil, obras hidráulicas, refinarias e outros locais onde um engenheiro civil será necessário. Atua elaborando estudos e projetos, gerindo e analisando, fazendo vistorias e emitindo pareceres.

Engenharia de Controle e Automação

Na graduação em Engenharia de Controle e Automação, o profissional aprende a conceber, implantar, analisar e adaptar unidades de produção que exigem gerência e automação. Esse engenheiro atua no controle de equipamentos, processos, unidades e sistemas.

Engenharia de Produção

Na Engenharia de Produção, o profissional se prepara para atuar no projeto, implantação, operação e manutenção de sistemas de produção. Esse profissional trabalha fazendo a análise de viabilidade econômica, bem como conceitos e técnicas da qualidade.

Engenharia Elétrica

A formação em Engenharia Elétrica ensina o profissional a atuar na geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica. O engenheiro elétrico planeja, instala e opera sistemas elétricos e tudo o que os envolve.

Engenharia Mecânica

No curso de Engenharia Mecânica, o profissional aprende a atuar em estudos e projetos de sistemas mecânicos e térmicos, em estruturas e elementos de máquinas. Ele coordena, fiscaliza e executa instalações mecânicas, termodinâmicas e eletromecânicas.

Engenharia Química

A formação em Engenharia Química capacita o aluno para desenvolver e otimizar os processos industriais que envolvem as transformações químicas, físicas e biológicas. Aprende-se sobre elementos químicos e sua interação com o meio ambiente.

Engenharia da Computação (ou Engenharia de Software)

O curso de Engenharia da Computação prepara o profissional para criar sistemas seguros, rápidos e eficientes. Ele aprende a desenvolver e implementar hardwares e softwares para dar suporte a empresas dos mais diversos setores de atuação.

Engenharia Agronômica

O aluno de Engenharia Agronômica aprende tudo sobre produção de animais, combate a pragas, mecanização agrícola, composição do solo, melhoramento genético, etc. Esse profissional ainda vê conteúdos sobre sustentabilidade, gestão e economia rural.

Engenharia de Minas

Quem se forma em Engenharia de Minas realiza estudos e pesquisas sobre reservas minerais e os tipos, qualidade e utilidade dos minérios. Ele define quais serão os equipamentos, recursos materiais e profissionais necessários para realizar a atividade.

Engenharia de Alimentos

A formação em Engenharia de Alimentos capacita o aluno para atuar no beneficiamento dos alimentos em escala industrial, desde a seleção da matéria-prima, dos insumos e das embalagens até sua distribuição e armazenamento.

Engenharia de Materiais

Quem se forma em Engenharia de Materiais trabalha pesquisando novos materiais e soluções. Esse engenheiro extra matérias-primas e desenvolve produtos com elas para a indústria e ramo de construção, afetando diretamente a vida das pessoas.

Engenharia Ambiental

A formação em Engenharia Ambiental fora o profissional que desenvolve soluções para minimizar o impacto humano no meio ambiente. Esse curso mostra maneiras de promover a sustentabilidade e o uso de recursos naturais.

E então, qual delas combina mais com você?

Esperamos que, ao chegar ao final deste conteúdo, as engenharias do futuro tenham ficado claras para você, assim como o que se espera para os próximos anos na área.

Leia também:

Mariana Bortoletti

Por Mariana Bortoletti

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

                 
Mercadóloga, jornalista e especialista em escrita criativa.