9 profissões para trabalhar sozinho

Postado em 20 de mai de 2023
Loading...

Por acaso, você é uma pessoa tímida e está em dúvida sobre qual curso fazer na faculdade? Já pensou em procurar por profissões para trabalhar sozinho?

É claro que não existe nenhuma em que você trabalhe completamente isolado dos colegas, mas existem alguns cargos que envolvem um número maior de atividades que podem ser realizadas de maneira individual, sem a necessidade de contato com outras pessoas.

Ficou interessado?

Neste texto, que é uma livre adaptação do artigo “High Paying Jobs For Shy People” da Insider, listamos 9 das profissões mais promissoras para quem prefere trabalhar sozinho.

Confira:

Descubra quantos cursos de graduação existem no Brasil!

1. Engenheiro biomédico

Os engenheiros biomédicos têm a capacidade de aplicar conhecimentos de engenharia e biologia, além de princípios biomecânicos a diferentes projetos.

Além disso, também podem atuar no desenvolvimento e na avaliação de sistemas e de produtos biológicos e de saúde — como as próteses e os órgãos artificiais.

Essa profissão faz parte de uma área multidisciplinar, já que ela agrega conhecimentos tanto das ciências exatas quanto das ciências da saúde.

Dada a integração cada vez maior entre a tecnologia e a medicina, os engenheiros biomédicos têm sido cada dia mais requisitados não só para realizar a criação de novos aparelhos, mas para a pesquisa acadêmica e administração hospitalar também.

É uma área relativamente nova, mas completamente em expansão — tanto no Brasil quanto no mundo. Para quem deseja se tornar um engenheiro biomédico, são ótimas opções os cursos abaixo:

2. Atuário

Os atuários são aqueles profissionais que analisam dados estatísticos — como mortalidade, doenças, invalidez, taxas de aposentadoria e acidentes. Depois, constroem tabelas de probabilidade para prever riscos e as responsabilidades pelo pagamento de benefícios.

Um atuário também pode quantificar erros, desenvolver algoritmos, fazer a gestão de operações financeiras, agir na prevenção de perdas econômicas e destinar orientações para os gestores sobre as melhores atitudes contábeis.

Por esse motivo, os melhores cursos para entrar nessa profissão são:

3. Engenheiro mecatrônico e de microssistemas

Os engenheiros mecatrônicos e de microssistemas atuam diretamente na pesquisa mecatrônica, em projetos, no desenvolvimento e na automação de testes. Também podem operar sistemas e dispositivos inteligentes, além de controlar sistemas industriais.

A mecatrônica em si concilia diversos temas da engenharia eletrônica e da mecânica.

Por esse motivo, além do conhecimento em sistemas de automação, o engenheiro mecatrônico e de microssistemas poderá utilizar seus conhecimentos em outras áreas, como computação, eletrônica e até mecânica.

Para se tornar um desses profissionais, os cursos mais indicados são:

4. Engenheiro de célula de combustível

Os engenheiros de célula de combustíveis são responsáveis por projetar, avaliar, modificar e até mesmo construir componentes ou sistemas de células de combustível para diversas aplicações — como transporte, portáteis ou estacionárias.

O trabalho desse profissional, em outras palavras, é o de projetar uma nova tecnologia que melhore não só a confiabilidade, mas a eficiência e a funcionalidade da célula de combustível — que é um dispositivo eletroquímico que gera eletricidade por meio de uma reação entre um combustível com o oxigênio.

Para fazer parte dessa área, você pode escolher bons cursos de graduação — sejam presenciais ou por meio de uma faculdade EAD — como:

5. Engenheiro de materiais

Um engenheiro de materiais avalia diversos tipos de materiais e desenvolve processos — e até mesmo máquinas — para fabricar novos materiais que serão utilizados em outros produtos que atendam a especificações especializadas e pré-definidas de desempenho e design.

Em outras palavras, ele é responsável por dar novos usos para materiais conhecidos.

Esse profissional pode trabalhar em empresas de diversos ramos e em diversas áreas diferentes, como no controle de qualidade, na gestão de produção e de uso de materiais, além da pesquisa e desenvolvimento.

Para quem deseja seguir nessa profissão, os curso mais indicados são:

6. Engenheiro naval

Os engenheiros navais têm como maiores atribuições do cargo projetar, desenvolver e assumir a responsabilidade total pela instalação de máquinas de navios e de equipamentos relacionados — como os sistemas de fornecimento de energia e as máquinas de propulsão.

A maior parte do trabalho desse profissional é desenvolvida dentro dos escritórios, mas ele também pode se envolver na supervisão das atividades nos portos e em estaleiros pessoalmente.

Se interessou pela profissão? Então procure fazer cursos como:

7. Desenvolvedor de software

O desenvolvedor de softwares é o profissional que fica responsável por fazer o planejamento, escrever, desenvolver e — principalmente — testar uma aplicação web.

Ela pode ser um aplicativo, um software, um sistema operacional, um site etc.

Para se tornar um desenvolvedor de softwares, é preciso embarcar nessa viagem preparado para estudar muito, já que o mundo da tecnologia está sempre mudando e cheio de novidades.

Dentro dessa área, é possível trabalhar em frentes como front-end, back-end e até ser um desenvolvedor full stack, que é um dos mais versáteis desse mercado.

Para dar o primeiro passo dessa empreitada, porém, nada melhor que um bom curso de graduação, certo? Algumas das opções disponíveis atualmente são os cursos de:

8. Administradores de redes e sistemas de computador

Um administrador de redes e de sistemas de computador é o profissional que instala, configura e oferece suporte à rede local de uma empresa.

Além disso, ele também fica responsável pela rede de longa distância e pelos sistemas de internet — ou pelo segmento completo de um sistema de rede.

Para atuar nessa área, o profissional precisa entender conceitos como manutenção de redes locais, segurança da informação e, além disso, ser dinâmico e ter interesse em sempre buscar alternativas técnicas e gerenciais.

Caso o seu desejo seja se tornar um administrador de redes e sistemas de computador, pode fazer uma graduação em:

9. Arquitetos de dados

Um arquiteto de dados — também chamado de data architect — é um profissional especialista digital que fica responsável por propor as estratégias de dados da empresa em que trabalha.

Além disso, ele influencia os padrões de qualidade, o tratamento do fluxo de dados dentro da organização e a segurança dele.

Para se tornar um arquiteto de dados, é preciso ter — ou mesmo desenvolver — algumas habilidades como dominar a modelagem e o design de dados, conhecer o desenvolvimento de sistemas de arquiteturas de dados e saber sobre modelagem preditiva.

Entre as opções de cursos que você pode fazer para ingressar nessa área estão:

Viu só como existem diversas profissões para trabalhar sozinho no mercado?

Independentemente de por que você quer trabalhar dessa maneira, lembre-se de que é preciso contar com um bom curso superior para conseguir as melhores posições dentro das empresas.

Leia também:

Redação Blog do EAD

Por Redação Blog do EAD

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!