O que faz um controller, profissão em alta em 2024

Postado em 9 de jun de 2023
Loading...

Você sabe o que é e o que faz um controller?

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é importante conhecer os tipos de cargos que fazem a diferença dentro de um negócio (e esse é um deles).

Em qualquer cenário, seja de crise ou muito sucesso, toda empresa precisa que os setores fiscal e financeiro estejam preparados e prontos para qualquer situação. Isso só é possível com a presença de bons profissionais, incluindo o controller.

A seguir, apresentamos essa profissão com mais detalhes. Confira:

Descubra quantos cursos de graduação existem no Brasil!

O papel do controller nas organizações

Em qualquer empresa, o controller tem a responsabilidade de coordenar os processos de gestão financeira, patrimonial e econômica. Para isso, ele realiza um estudo aprofundado tanto do ambiente externo quanto do interno da instituição.

Estudos esses, aliás, que só são possíveis de realizar com a consolidação das informações contidas nos relatórios elaborados pelos setores.

Com o estudo de variáveis macroeconômicas relevantes juntamente com a análise dos relatórios gerenciais, esse profissional tem informações necessárias para estabelecer ações que terão impacto em diversas áreas da empresa. A aplicação delas acontece em níveis estratégicos, táticos e extremamente operacionais.

Entre as atribuições que são responsabilidade de um controller, é possível citar:

  • A identificação de pontos de melhoria e a proposta de ações corretivas;
  • Auxílio no desenvolvimento da empresa com foco no aumento da rentabilidade — e lucratividade;
  • Estudo dos movimentos econômicos do mercado no qual a instituição está inserida;
  • Análise do desempenho de todas as ações estratégicas que já estejam em execução;
  • Análise da saúde financeira do negócio;
  • Consolidação de dados para relatórios de desempenho de cada área;
  • Avaliação dos ciclos operacionais;
  • Organização do planejamento tributário;
  • Validação das demonstrações financeiras — e a publicação delas quando for necessário;
  • Checar o cumprimento das normas de auditoria.

Diferença entre controller e contador

O controller tem uma atuação ampla dentro das empresas, por isso precisa conhecer muito bem o negócio. É importante salientar que é exigido desse profissional um domínio de diversas áreas de conhecimento para que ele consiga realizar uma boa gestão de controladoria.

Como muitos desses profissionais são formados em Contabilidade, há uma certa confusão a respeito da diferença entre eles e os contadores. Ambos trabalham em conjunto para o bem de uma empresa, mas as funções não são as mesmas.

O contador é o profissional que organiza as demonstrações financeiras da instituição e pode prestar consultorias. O controller também tem atribuições de gestor, mas o foco é maior na controladoria e na gestão de planejamento.

Então, basicamente o controller tem a função de pensar nas estratégias da empresa com base nos números que ela apresenta — que são fornecidos pelo contador.

Ambos atuam de maneira conjunta e têm grande importância para qualquer negócio. Por isso, é necessário que estejam sempre bem alinhados para gerar melhores resultados.

🔵Leia também: Quando vale a pena fazer uma segunda faculdade

O salário de um controller

O salário de um controller gira em torno de R$ 4.732,78 no mercado de trabalho brasileiro, com uma jornada de trabalho de 43 horas semanais. Essas informações foram retiradas da pesquisa do site Salário com dados oficiais do Empregador Web, eSocial e Novo CAGED.

A faixa salarial desse cargo fica entre R$ 3.636,00 e o teto salarial é de R$ 10.725,55. A média do piso salarial em 2022 com base em profissionais em regime CLT em todo o Brasil é de R$ 4.315,01.

O perfil profissional mais recorrente, ainda de acordo com o site Salário, é de um trabalhador de 30 anos com formação superior em Ciências Contábeis e com carga horária de 44 horas semanais.

O perfil para atuar como controller

Para analisar, compreender e enxergar estratégias que possam beneficiar a empresa a partir das informações contábeis, o controller precisa conhecer bem essa área e ter outras características, que podem ser descobertas em um teste de aptidão profissional.

Além disso, geralmente é exigido que esse profissional tenha:

  • Pleno conhecimento das normas contábeis locais e internacionais;
  • Experiência prévia na área de finanças;
  • Proximidade com as normas de compliance;
  • Domínio da elaboração de orçamentos;
  • Domínio de uma segunda língua — de preferência o inglês;
  • Quanto mais conhecimento e experiência, melhor.

Para um controller, também é muito importante lidar com todas as pessoas de uma maneira mais participativa. Esse profissional precisa se comunicar constantemente com os setores e fazer com que eles se sintam seguros o suficiente para relatar problemas. Ou seja, mais uma habilidade necessária é ser bastante comunicativo.

Esse profissional precisa saber vender as suas ideias e motivar as equipes para que juntos consigam buscar sempre por melhorias. Além disso, também é preciso que ele seja imparcial para que consiga manter a ética e ter responsabilidade com as suas contribuições.

Outro ponto importante é que ele seja motivador e atue para trazer todos para os seus objetivos e metas.

Existe também um conjunto de competências práticas que esse profissional deve ter. Ele precisa estar por dentro de assuntos como:

  • Análise de investimentos;
  • Tributação;
  • Relatórios gerenciais;
  • Planejamento orçamentário;
  • Melhoria de resultados;
  • Benchmarking;
  • Governança corporativa;
  • Sistemas de informação;
  • Contabilidade gerencial;
  • E muitos outros.

Ou seja, um controller lidará com muitos desafios na rotina de trabalho e, por isso, esse profissional precisa ter soft skills bem desenvolvidas para conseguir lidar com o dia a dia na empresa.

🔵Leia também: Posso fazer duas pós-graduações ao mesmo tempo? E graduação?

O que é preciso para ser um controller

Por ser um cargo que atua, principalmente, com atividades que são pertinentes à contabilidade, economia e administração, é muito comum que a formação acadêmica de um controller esteja relacionada a essas áreas do conhecimento.

Como base, esse profissional pode ser formado, por exemplo, em Economia, Ciências Contábeis ou até mesmo Administração de Empresas.

Como um controller tende a ser responsável por uma grande equipe — ao mesmo tempo em que se relaciona constantemente com os gestores de quase todas as áreas da empresa —, é importante que, além da formação acadêmica, ele tenha as competências específicas para a gestão dessas pessoas.

Elas podem ser adquiridas por meio de cursos, como os que desenvolvem habilidades gerenciais e técnicas de negociação.

É essencial que esse profissional se dedique ao aperfeiçoamento do seu conhecimento no geral. Um bom caminho é a realização de uma pós-graduação.

Para um controller, as opções mais indicadas são:

Como escolher uma faculdade EAD


Como você pôde perceber, o controller é um profissional muito importante dentro de uma empresa e os responsáveis por elas estão buscando cada vez mais perfis para atuar nesse cargo. É uma profissão que tem muito potencial de crescimento, mas para exercê-la é preciso estar sempre se atualizando.

Redação Blog do EAD

Por Redação Blog do EAD

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!