Nutrição: o que é, curso e mercado de trabalho

Postado em 12 de mai de 2023
Loading...

O curso de Nutrição prepara profissionais para promover saúde e bem-estar através da alimentação. Na atualidade, com o crescimento da obesidade e do consumo de alimentos processados entre os brasileiros, os nutricionais vêm se tornando cada vez mais essenciais.

Na graduação em Nutrição, os alunos são capacitados para trabalhar em diversas áreas, desde clínicas até indústrias alimentícias. Para isso, eles passam por diversas disciplinas ao longo do curso, estudando tanto a composição dos alimentos quanto questões fisiológicas e anatômicas do corpo humano.

Neste artigo, vamos explicar tudo sobre o curso de Nutrição, abordando o que se aprende na faculdade e esclarecendo dúvidas sobre o mercado de trabalho.

Aqui você vai conferir:

Descubra quantos cursos de graduação existem no Brasil!

O que faz um nutricionista? 

Em linhas gerais, os nutricionistas são especialistas em alimentação. Eles estudam a forma como os alimentos atuam e interagem no nosso organismo.

A partir desses estudos, os nutricionistas compreendem quais são as necessidades nutricionais para cada fase e estilo de vida.

Um recém nascido, por exemplo, precisa de nutrientes diferentes de um idoso. Assim como um atleta, que tem um alto gasto calórico, também necessita de uma alimentação distinta de uma pessoa que trabalha diariamente em um escritório.

Os nutricionistas conseguem olhar para esses diversos perfis e traçar dietas específicas, melhorando a relação das pessoas com os alimentos. Para isso, eles orientam os pacientes sobre como combinar os alimentos, o que deve ser priorizado na alimentação e o que deve ser evitado.

Além disso, esses profissionais também podem trabalhar de forma mais global, supervisionado a preparação e o armazenamento de alimentos em restaurantes, supermercados e indústrias.

Dessa forma, podemos elencar como as principais atividades do nutricionista:

  • Realizar diagnósticos nutricionais para diversos perfis de pacientes.
  • Elaborar dietas e prescrever suplementos a fim de melhorar a qualidade de vida de pessoas saudáveis ou com problemas de saúde.
  • Supervisionar e fazer o controle de qualidade dos alimentos em restaurantes, refeitórios e indústrias.
  • Desenvolver e avaliar novos produtos alimentícios.

Resumidamente, os nutricionistas, através da alimentação, se dedicam à prevenção e recuperação da saúde humana e se atentam aos processos de produção e controle de qualidade dos alimentos.

🔵 Leia mais: Como escolher uma profissão? O que você precisa saber para decidir

Onde os nutricionistas podem trabalhar? 

Quando pensamos em nutrição, é comum que lembremos do profissional que trabalha em consultório ou hospitais. Mesmo que essas sejam as possibilidades de atuação mais conhecidas, os nutricionistas podem trabalhar em diversas áreas.   

Os alimentos fazem parte do dia a dia de restaurantes, escolas, universidades, clubes e diversos outros espaços. Grande parte desses locais precisam de nutricionistas para propor e supervisionar dietas.   

Ou seja, os profissionais de nutrição têm um mercado muito amplo. A seguir, explicamos as principais frentes de atuação:   

Nutrição Clínica e Hospitalar 

Essas são áreas mais convencionais e conhecidas da nutrição.   

Os profissionais que trabalham com nutrição clínica são aqueles que atendem em consultório, orientando pacientes de todas as idades. Eles elaboram dietas, promovendo mudanças nos hábitos alimentares de acordo com as necessidades de cada pessoa.   

Já na nutrição hospitalar, os nutricionistas trabalham pensando e planejando a alimentação dos pacientes internados ou em processo cirúrgico. Esses pacientes precisam de dietas específicas para se recuperar ou evitar complicações.    

Saúde Pública 

Os profissionais que trabalham com saúde pública são aqueles que elaboram programas de alimentação em escolas, universidades, creches e centros de saúde. O objetivo desses profissionais é proporcionar uma alimentação balanceada para diversos grupos da sociedade.  

Além do planejamento de programas nutricionais, quem trabalha com saúde pública também é responsável por realizar controle e inspeção sanitária. Ou seja, deve estar atento ao processo de produção de refeições e garantir a qualidade do que é servido.

Indústrias

Muitos nutricionistas também encontram oportunidades de trabalho em indústrias do ramo alimentício.   

Os profissionais de nutrição são indispensáveis para acompanhar processos de produção e conservação de alimentos.

Na indústria alimentícia, a função do nutricionista é acompanhar a cadeia produtiva dos alimentos, buscando entregar um produto seguro e de qualidade para o consumidor final.   

Esportes  

Você sabia que os grandes clubes contam com profissionais de nutrição? Times de futebol, basquete, vôlei e de diversos esportes, além de academias e clubes, precisam de nutricionistas para elaborar dietas e acompanhar os atletas.   

O desempenho dos esportistas está muito associado à alimentação. Dessa forma, contar com profissionais de nutrição capacitados é essencial para mantê-los saudáveis e melhorar a performance.   

🔵 Leia mais: Nutricionista Esportivo: o que faz e mercado de trabalho

Empresas privadas  

Além do que mencionamos acima, os nutricionistas também encontram espaço em diversos tipos de empresas privadas, como restaurantes, casas de repouso, companhias aéreas e produtoras de eventos.   

Essas empresas contratam o profissional de nutrição para elaborar cardápios balanceados e saborosos.  

🔵 Leia mais: Planejando o futuro? Conheça os cursos que mais empregam por área [Guia 2023]

O que se aprende na faculdade de Nutrição? 

Na faculdade de Nutrição, os estudantes aprendem sobre os princípios da nutrição e sua relação com a saúde e o bem-estar humano.

O curso envolve uma ampla variedade de disciplinas, incluindo bioquímica, fisiologia, microbiologia, anatomia, psicologia, epidemiologia, saúde pública, culinária e gastronomia, entre outras.

Os alunos de nutrição aprendem sobre os nutrientes e suas funções no corpo, a fisiologia do sistema digestivo e como o corpo metaboliza os alimentos. Eles também estudam as necessidades nutricionais específicas de diferentes grupos de pessoas, como crianças, idosos e atletas.

Outras áreas de estudo incluem os efeitos dos nutrientes e alimentos sobre doenças crônicas como diabetes, doenças cardiovasculares e câncer. Os estudantes também aprendem sobre as técnicas de avaliação nutricional e a aplicação de dietas terapêuticas em diferentes condições de saúde.

🔵 Leia mais: Escolheu o curso errado? Veja como trancar a faculdade

Quanto tempo dura o curso de Nutrição?

No Brasil, a duração média do curso de Nutrição é de quatro anos.

Quanto ganha um nutricionista?

O salário de um nutricionista depende de sua área de atuação e de seu nível de experiência na profissão. Em linhas gerais, o Educa Mais Brasil aponta as seguintes remunerações:  

  • JÚNIOR: R$ 1.900 - R$ 3.200;
  • PLENO: R$ 2.300 - R$ 4.000;
  • SÊNIOR: R$ 2.900 - R$ 4.900.

Perfil do estudante de Nutrição 

Se você chegou até aqui, talvez esteja se perguntando: será que Nutrição é o curso certo para mim?  

A primeira característica importante para quem quer atuar na área é ter boa comunicação e relacionamento interpessoal.   

Os nutricionistas, assim como outros trabalhadores da saúde, cuidam do bem-estar das pessoas. E para isso, precisam cultivar boas relações com seus pacientes, ouvindo com atenção suas queixas e dúvidas.   

Essa característica também vale para aqueles que pensam em trabalhar com saúde pública, indústrias ou empresas privadas. 

Além disso, ter vontade de aprender e se atualizar constantemente é essencial para a profissão. Mesmo depois de formados, os nutricionistas devem seguir estudando.   

Frequentemente, novos estudos e pesquisas são publicados sobre alimentação. Sendo assim, é essencial que os profissionais se mantenham bem informados sobre as novidades.   

Além das características práticas para exercer a profissão, é importante que alunos de nutrição gostem, ou pelo menos tenham familiaridade, com os conteúdos de química,  biologia e matemática. Afinal, grande parte das disciplinas da grade curricular de nutrição passam por essas matérias.  

Nos estudos de anatomia e fisiologia, por exemplo, muitos dos conteúdos de química e biologia do ensino médio são retomados. Em relação à matemática, é comum que ela apareça na hora de calcular o IMC (índice de massa corpórea), o percentual de gordura e a TMB (taxa metabólica basal).  

🔵 Leia mais: Tipos de faculdade: diferenças entre presencial, semipresencial e EAD

Onde cursar Nutrição?

Neste artigo, vimos tudo sobre o curso e o mercado de trabalho de nutrição.

Se você se identificou com o curso e acha que tem o perfil da profissão, invista na carreira de nutricionista! 

Você sabia que é possível cursar essa faculdade na modalidade semipresencial? Confira abaixo uma lista de instituições de ensino em que você pode iniciar seus estudos:

Mariana Moraes

Por Mariana Moraes

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!