header-blog-do-EAD

Blog do EAD

Entenda a diferença entre técnico e tecnólogo!

Postado em 5 de set de 2019

Os cursos tecnológicos e os cursos técnicos permitem ingressar rapidamente no mercado de trabalho e são cada vez mais procurados por pessoas de todas as idades.

Eles até têm características em comum, mas também se diferem em algumas questões importantes. Continue com a leitura para entender qual é diferença entre técnico e tecnólogo!

Pré-requisitos e ingresso

Já encontramos uma diferença entre técnico e tecnólogo logo no processo seletivo de cada tipo de curso.

Para começar, quem quer fazer um curso tecnológico precisa ter concluído o Ensino Médio. Além disso, para ingressar na maioria dos cursos tecnológicos, é necessário prestar vestibular ou ter feito o Enem.

Já para se matricular no curso técnico, é necessário ter concluído apenas apenas o Ensino Fundamental. A exceção é o curso técnico em Radiologia, que exige diploma de nível médio. Para todos os outros, é possível cursar o Ensino Médio ao mesmo tempo em que se estuda no curso técnico.

O tipo de instituição de ensino que oferece cada um também é diferente. Os cursos técnicos são oferecidos por institutos federais de educação, escolas técnicas e instituições do Sistema S, como o Senai e o Sebrae, por exemplo. Já os cursos tecnológicos são da alçada de faculdades, universidades e centros universitários.

Duração

Embora existam diferenças entre técnico e tecnólogo no quesito duração do curso, ambos são consideradas formações rápidas.

A graduação tecnológica tem duração menor que os bacharelados e licenciaturas. Para tornar-se um tecnólogo é preciso estudar entre 2 e 3 anos.

Já o curso técnico integrado ao Ensino Médio costuma ter a duração de três anos. Há ainda cursos que acompanham apenas os dois últimos anos do Ensino Médio e cursos técnicos que não dependem da formação em nível médio e podem variar entre um ano e meio e dois anos.

Diploma

Os cursos tecnológicos são graduações de nível superior. Isso significa que após a formatura é possível cursar uma pós-graduação, seja especialização ou mestrado, e também participar de concursos públicos de nível superior. Essa é uma grande diferença entre técnico e tecnólogo, pois o certificado de curso técnico é de nível médio.

Mercado de trabalho

Tanto os cursos tecnológicos quanto os cursos técnicos encontram bons índices de empregabilidade após a formatura. Ambos são elaborados de acordo com as necessidades das empresas, de forma que o aluno tem uma formação valorizada e direcionada para o dia a dia da profissão escolhida.

Nesse caso, a diferença entre técnico e tecnólogo são os cargos que podem ser assumidos por cada um. Uma características das graduações tecnológicas é o perfil gerencial dos formandos. Ou seja, o profissional tecnólogo é preparado para ocupar funções de gerência, solucionar problemas do setor e até empreender. Já o profissional técnico tem perfil operacional.

Devo fazer o curso técnico ou o tecnólogo?

Conhecer as diferenças entre técnico e tecnólogo é essencial para tomar uma decisão de acordo com seus objetivos profissionais. Ambas opções proporcionam uma entrada rápida no mercado de trabalho, entretanto, têm perspectivas de carreira diferentes.

A formação técnica permite ocupar cargos específicos, alguns até com salários altos, mas com poucas chances de crescimento na empresa. É uma boa opção para quem quer começar a trabalhar em determinada área ou quer sair do Ensino Média já qualificado.

Já o curso tecnólogo é para quem deseja uma formação universitária mais rápida e, assim como o técnico, já sabe exatamente no que deseja trabalhar. Para se matricular, é preciso já ter finalizado o Ensino Médio. É possível subir na carreira, ocupando cargos de gerência e futuramente de analista e de supervisor. Cursar uma pós-graduação permite crescer ainda mais.

Entendeu as diferenças entre técnico e tecnólogo? Saiba mais conhecendo os nossos cursos!

 

Blog do EAD

Por Blog do EAD

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos!